NOTÍCIA  

 

 
Problemas e impactos da mineração artesanal são debatidos em Mostra de Cinema em Barcelona
A pelicula "A febre do Ouro" exibida no festival Salut, Drets, Acció no dia 09 de Novembro, no Cinema Girona em Barcelona, Espanha, constituiu o mote para um debate a cerca dos problemas e impactos ambientais e sociais da mineração artesanal em Moçambique.

O documentário, realizado em 2016, retrata a história de dois dos milhares de garimpeiros artesanais da Província de Cabo Delgado envolvidos no garimpo de recursos como o rubi e o ouro.

O evento de lançamento deste documentário contou com a presença de cerca de 150 pessoas, tendo-se seguido um debate entre os presentes. O debate, subordinado ao tema “Mineração artesanal, desigualdade e saúde pública global”, contou com a presença do realizador do documentário Raul de la Fuente, o Director de projectos da Medicus Mundi, Ivan Zahinos, o Director Geral do CTV, Marcos A. M Pereira, e foi moderado por João Carlos Almeida, advogado e consultor moçambicano especializado em direitos das comunidades no âmbito da mineração artesanal e do acesso à terra.

Durante o debate foram abordados temas relacionados à mineração artesanal e seus impactos sócio-económicos e ambientais a nível local, nacional e internacional, mas também assuntos transversais, como posse e segurança da terra, legislação ambiental e seu cumprimento, e gestão e sustentabilidade ambiental em Moçambique.

"A Febre do Ouro" é um trabalho conjunto da associação Medicus Mundi Mediterrània com a Kanaki Films. A Medicus Mundi tem como âmbito de actuação Catalunha, a Comunidade Valenciana e as Ilhas Baleares. Desde 1994 trabalha em Moçambique, em particular na Província de Cabo Delgado, para melhorar os aspectos sociais que afectam a saúde da população.

Tanto em Moçambique como nos outros países onde a organização trabalha, as suas actividades baseiam-se na defesa dos direitos à saúde, com a convicção de que a melhor maneira de alcançá-los é abordando de maneira integral todos os determinantes sociais da saúde (meio ambiente, alimentação, educação, condições laborais, papéis de género, acesso a serviços sanitários, etc.) e construindo um sistema público de saúde baseado nos princípios de atenção Primária.

“Febre do Ouro” pode ser visto em http://lafiebredeloro.org/pelicula/.



Notícia Por: CTV

Voltar
 






 


       
.      
  • dp1
  • dp2
  • dp3
  • dp4
slider wordpress by WOWSlider.com v5.6
 


     Powered by FLVix | 2016 | Webmail | Contactos