DESTAQUE

Divulgados dados referente a alterações climáticas no sistema sócio-ecológico dos distritos de Matutuíne e Chókwè

Nos últimos anos o mundo têm sentido os impactos das mudanças nas condições climatéricas e clima. Com o objectivo de avaliar como as comunidades estão a responder a essas mudanças e os efeitos das suas respostas sobre a biodiversidade, foi realizada uma pesquisa em dois distritos, nomeadamente Matutuíne e Chókwè, nas províncias de Maputo e Gaza, respectivamente. Esta pesquisa foi realizada pelo CTV, em parceria com o World Resources Institute (WRI), no âmbito da iniciativa “Climate Crowd” do World Wild Fund for Nature (WWF).A iniciativa “Climate Crowd” representa um esforço global para conhecer e entender de que forma as pessoas gerem e se adaptam aos efeitos das mudanças climáticas e eventos climáticos extremos e de que forma as suas acções podem ser benéficas ou não para o ambiente. A iniciativa usa a informação colhida, em várias partes do mundo, para informar as actividades de conservação e de desenvolvimento que ajudam as pessoas a adaptarem-se às mudanças climáticas ao reduzir a pressão sobre a biodiversidade.

Em Moçambique os distritos seleccionados para pesquisa apresentam diferenças significativas em relação aos meios de subsistência da população (agricultura, pesca ou pecuária), impactos climáticos e características geográficas
Os dados colhidos mostram que as mudanças climáticas afectam significativamente o sistema sócio-ecológico destes distritos, onde os níveis de precipitação média, particularmente nas planícies, oscilam bastante na transição de savanas húmidas para áridas. Esta precipitação provavelmente contribui para a alta biodiversidade e dá aos moradores acesso a opções de subsistência diversificada, como no caso de Matutuíne ao longo da faixa costeira e na faixa central que constitui a Reserva Florestal do Licuáti. E, em Chókwè, situação similar pode verificar-se na faixa central e sul que cobre a Localidade de Mahau (Tingonhamene) e prolonga-se até à zona de Xihaquelane.

Nos dois últimos anos o país foi assolado por secas severas, pondo em risco a produção de sequeiro ou eliminando completamente as colheitas. As pessoas recorrem às plantas silvestres para a venda e compra de alimentos possíveis que possam fazer a diferença no sustento da família. No entanto, durante os anos de seca severa ou inundações, ambas as fontes vegetais domésticas e silvestre colapsam, colocando todas as actividades de subsistência em risco.

Nestas circunstâncias os residentes dos distritos em estudo recorrem imprescindivelmente à ajuda de familiares residentes e/ou a trabalhar na África do Sul e Maputo ou migram para esses lugares para trabalho remunerado nas empresas agrícolas, mineração e sectores de serviço. Algumas das medidas, como o plantio de árvores de fruta em algumas comunidades (casos das comunidades à volta da floresta do Licuáti) ainda continua um tabu, daí que algumas campanhas levadas a cabo, não têm tido resultados positivos.

As medidas e/ou respostas adoptadas pelas comunidades, em muitos casos, têm tido impactos negativos na biodiversidade, isto é, empobrecem os solos, vegetação e fauna, e por fim agravam a situação ambiental das suas zonas de residência pela exposição a poeiras, ao sol intenso, ao abaixamento de lençóis freáticos e consequente salinização dos solos e água.

As medidas governamentais adoptadas no concernente às mudanças climáticas devem ser intensivamente divulgadas e acompanhadas de investimentos locais de vulto e, em paralelo divulgar as leis ambientais, de terras e de florestas e fauna bravia de modo a reduzir-se o desmatamento.

Os dados recolhidos durante a pesquisa encontram-se publicados na página do WWF Climate Crow (https://www.wwfclimatecrowd.org/) e serão apresentados pelo CTV na Quinta Conferência Internacional sobre a adaptação às mudanças climáticas, a decorrer em Junho de 2018 em Cape Town, África do Sul (http://adaptationfutures2018.capetown/).


Notícia Por Manuela Wing

Monitoring, tagging and conservation of marine turtles in Mozambique: Annual report 2016/17
Comunicado de Imprensa - Os efeitos das plantações florestais da Portucel em Moçambique
Rafael, B. Tankar, I & R. Uane (2014). Igualdade de género e participação comunitária no processo d
Boletim Informativo 02/2017
Boletim Informativo 01/2017
Boletim Informativo 04/2016
 
     
  • dp1
  • dp2
  • wowslider.net
  • dp4
bootstrap carousel by WOWSlider.com v8.7
     
  Powered by FLVix | 2016 | Webmail | Contactos |