CTV apresenta principais resultados dos programas de monitoria de tartarugas marinhas e pesca artesanal e de subsistência no Parque Nacional de Maputo

Decorreu no início do mês de Março a apresentação dos resultados dos programas de monitoria e debate entre as partes interessadas de modo a melhorar o conhecimento sobre o uso dos recursos, ameaças à Natureza e estado de conservação ecológica do parque, de modo a apoiar a fortalecer a gestão da área.

O evento realizado em três locais, nomeadamente: Ponta do Ouro no dia 01 de Março, Santa Maria no dia 02 de Março e na cidade de Maputo no dia 04 de Março, contou a participação de cerca de 59 pessoas, entre fiscais, membros dos Conselhos Comunitários de Pesca, monitores, representantes do Governo, membros das Sociedade Civil, entre outros.

Estes eventos decorreram sob auspícios do projecto Economia Azul, financiado pela Embaixada da França, que visa apoiar os programas de monitoria, marcação e conservação de tartarugas marinhas entre a Ponta do Ouro e a Ponta Abril e a monitoria da pesca artesanal e de subsistência na Baía de Maputo.

O programa de monitoria de tartarugas marinhas nesta região iniciou em 1988 na Ilha da Inhaca e Ilha dos Portugueses e em 1994 entre Ponta Malongane e Ponta Dobela. Em 2007, com o apoio de diversas entidades como a Associação para Investigação Costeira e Marinha (AICM – Associação de Pesquisa Costeira e Marinha) e CTV, o programa de monitoria passou a abranger toda a extensão entre Ponta do Ouro e Santa Maria. O programa actualmente integra 54 monitores locais e beneficia de um forte envolvimento de diversos intervenientes, especialmente operadores turísticos da região. Este programa visa recolher informação sobre o número de rastos e ninhos das duas espécies de tartarugas marinhas que nidificam no PNM. O programa também inclui a aplicação de marcadores.

O programa de monitoria da pesca artesanal e de subsistência na região sudoeste da Baía foi estabelecido em 2016 pela Reserva Marinha Parcial da Ponta do Ouro (actualmente integrada no Parque Nacional de Maputo) em coordenação com o Instituto Nacional de Investigação Pesqueira. Este programa visa colectar informação sobre as pescarias e colecta de invertebrados nos Centros de Pesca de Mabuluco e Santa Maria, visando colmatar as lacunas de informação de modo a melhorar as medidas de gestão adaptativa dos recursos pesqueiros.

O Parque Nacional de Maputo, aprovado pelo Decreto nº 100/2021, foi estabelecido com o objectivo de garantir a protecção, conservação, preservação e maneio integrado da flora e fauna bravia, sem descorar da protecção de locais, paisagens e formações geológicas de particular valor científico, cultural e estético.

Para ter acesso às apresentações, entre no link abaixo:

http://ctv.org.mz/wp-content/uploads/2022/03/Apresentacoes-dos-resultados-das-monitorias-no-Parque-Nacional-de-Maputo.pdf

14-03-2022